quarta-feira, 30 de março de 2016

zzzzzzzzzzzzzz

Tenho tanto sono.
Estou tão cansada.
Ando mesmo de rastos.
O Pimpolho não tem dado noites nada descansadas, esta casa esta uma balbúrdia.
Isto de tentar descansar quando eles descansam é muito bonito, mas se eu não fizer as coisas quem as vai fazer...
Tenho sonooooooooooooooooo


sexta-feira, 25 de março de 2016

O parto

Dei entrada no Hospital por volta das 11 da manhã, de dia 18 de Março, mandaram-me para casa, ainda faltavam umas horinhas.
Por volta da meia noite, lá rumo novamente ao hospital, com algumas contracções, ao que a médica despacha-me para casa, dizendo que ainda podia estar mais umas horinhas em casa, pois não valia a pena estar já no hospital, e pela medica sábado de manhã o parto acontecia.
Passado uma hora, volto para o hospital já com contracções de 5 em 5 minutos, e pronto, lá entrei para o bloco de partos, cheia de dores, e pronto tinha chegado a hora, e teve que ser, sem epidural, pois já não havia tempo.
As 5.15h nasce o pequeno.
Foi duro, muito duro, mas pronto já está.
Ficámos no hospital ate ontem, tal como a irmã, o pequeno teve icterícia, então teve que ficar a tratar-se, a fazer solário.
Já estamos em casa, bem e felizes, e a aprender a viver esta nossa nova condição.







quinta-feira, 24 de março de 2016

Dia do Pai

Um dia que nunca mais será esquecido.
O nosso Daniel chegou.
Está tudo bem.
É lindo o nosso pequeno.

quinta-feira, 17 de março de 2016

O pequeno está confortável

Bem e não quer sair do seu T0.
Fui à consulta do hospital, fiz toque e CTG.
No CTG não queria mexer-se, já me estava a deixar aflita, lá tive que comer 2 rebuçados para se por a mexer e depois nunca mais parou.
O toque foi doloroso, é mesmo dauqelas coisas que custam.
E pronto, é esperar que lhe apetece sair cá para fora.
Já fiz a marcação da indução do parto, vamos ver como vai correr.
Agora é esperar, esperar....e logo eu....que gosto muito de esperar...


quarta-feira, 16 de março de 2016

terça-feira, 15 de março de 2016

segunda-feira, 14 de março de 2016

O projecto dela


Fazer uma rua, o bairro, uma casa, algo para mostrar aos amigos, acho que tenha a ver com a localização de cada um no espaço, em Meio Físico.
Lá pensou e decidiu o que queria fazer, o nosso bairro.
Ficou o máximo e lá foi toda contente com a sua obra de arte.









sexta-feira, 11 de março de 2016



22 meses

Minha mãe, minha amiga, mais do que nunca as saudades são imensas.
Tens-me feito tanta falta em tudo, se estivesses aqui seria tudo tão mais fácil, tão mais tranquilo.
Tenho andado muito ansiosa, como é normal, e depois só penso que vai nascer e a Pimpolha para onde vai, como vai ser... se for de madrugada, temos que ir todos para o hospital, esses medos, essas inseguranças são demais, fazem-me ficar mais aflita e menos serena.
Se estivesses aqui estarias tão feliz, com o menino que aí vêm, logo tu que sempre preferiste meninos, dão menos trabalho, como sempre disseste.
Minha mãe, olha por nós, espero que estejas aí sempre a olhar por nós, e a ser o nosso anjinho e a enviar-nos muita força, para este caminho tão penoso se torne menos doloroso.


quarta-feira, 9 de março de 2016

Hoje

Pimpolha voltou para casa.
Professora está doente, então não houve aulas para ninguém.
Hoje aproveita o dia para brincar e estar em casa, como ela gosta tanto.

terça-feira, 8 de março de 2016

É o nosso dia

Hoje e todos os dias.
Porque não basta lembrar das mulheres apenas uma vez por ano, mas sim todos os dias.


segunda-feira, 7 de março de 2016

38 semanas

Agora é aguardar pelo grande dia.
O desconforto é total, se por um lado estou desejando que chegue a hora, por outro estou com tanto receio, mas pronto, isso também é coisa que na altura nem me vou lembrar.
Está quase, quase...


quinta-feira, 3 de março de 2016

Muito cansada

Ando de rastos, cansada, pesada e sem paciência para nada.
O médico disse para a partir desta fase resguardar-me mais, repouso, descanso.
É complicado, pois com a Pimpolha a pedir tanta atenção, fica difícil.
Custa-me andar, conduzir, então é uma aventura.
Vamos lá a ver quando é que o pequeno quer abandonar o seu T0.

quarta-feira, 2 de março de 2016

É mesmo assim.

E agora mais que nunca precisava mesmo de uma cama só para mim, para dormir à vontade, virar, levantar, sem incomodar ninguém.
Cada vez é mais difícil dormir uma noite descansada.